ENFOQUE-Indústria da energia solar volta atenções para leilão no Brasil

terça-feira, 15 de julho de 2014 17:43 BRT
 

Por Anna Flávia Rochas

SÃO PAULO (Reuters) - O leilão de energia solar que ocorrerá em outubro no Brasil será essencial para definir o papel desse segmento na matriz energética nacional e qual será o peso do país nos planos de investidores e fabricantes de equipamentos na expansão de seus negócios nesta área.

O Brasil tem a maior reserva de matéria-prima do mundo para a produção de painéis fotovoltaicos, mas tem optado por investir em fontes mais baratas como hidrelétricas. Mais recentemente, porém, o governo federal se voltou para a energia solar, na esteira de uma crise hídrica que baixou represas de várias usinas no país a níveis críticos e a matriz elétrica nacional passou a mostrar limitações. [nL2N0OY24K]

A quantidade de energia solar contratada no leilão de outubro --que sinalizará o apetite dos empreendedores para o segmento-- será essencial para definir se este é o momento para que a fonte entre definitivamente na matriz nacional.

A expectativa é de que o leilão contrate ao menos 500 megawatts em novos projetos. Mas alguns especialistas do setor apontam que a disputa poderá viabilizar até 1.000 MW, suficiente para atender mais de 4 milhões de residências, considerando um preço-teto de entre 230 e 260 reais por megawatt-hora (MWh).

Como comparação, o leilão A-3 do início de junho vendeu cerca de 1.000 MW, a maioria de usinas eólicas, ao preço médio de aproximadamente 130 reais. [ID:nL1N0ON1FP]

O preço de 230 a 260 reais por MWh é próximo do praticado no leilão do governo pernambucano em dezembro passado, mas que até agora não teve contratos assinados por dificuldade em se cumprir exigências. [nL2N0PP238]

Considerados todos os projetos fotovoltaicos cadastrados na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) para o leilão A-5 de 30 de setembro, há pelo menos 6 mil MW de projetos potenciais que poderiam participar do leilão só de energia solar em outubro. Em setembro, a energia solar vai competir com outras fontes.

Além do resultado do leilão de outubro, condições de crédito específicas para a fonte influenciarão a decisão de fabricantes de equipamentos de instalar ou ampliar atividades no Brasil, proporcionando o desenvolvimento de uma cadeia de produção ao longo dos próximos anos, como aconteceu com a energia eólica.   Continuação...