Vendas da Honda na China em julho caem

segunda-feira, 4 de agosto de 2014 10:33 BRT
 

XANGAI, 4 Ago (Reuters) - A Honda divulgou uma queda de 23 por cento nas vendas de veículos em julho na China, seu maior recuo em 17 meses, jogando dúvidas sobre a meta de vendas para o ano inteiro no maior mercado automotivo do mundo.

A Honda havia dito que buscava aumentar as vendas na China em 18,9 por cento este ano, mas durante os primeiros sete meses as vendas cresceram apenas 6,9 por cento.

Uma porta-voz da Honda atribuiu a queda a uma concorrência dura, e uma queda sazonal na demanda, entre outros fatores, mas disse esperar que as vendas se recuperem na segunda metade do ano após o lançamento de novos modelos.

A Honda e suas duas joint ventures locais venderam 39.543 mil automóveis na China em julho, uma queda de 22,7 por cento ante o mesmo mês do ano anterior e também abaixo da alta anual de 15,8 por cento em junho.

A queda de julho é a maior queda mensal desde fevereiro de 2013, quando as montadoras japonesas ainda sofriam de uma onda de sentimento anti-Japão na China, causado por uma disputa territorial entre Pequim e Tóquio.

As vendas da Honda na China nos primeiros sete meses do ano chegaram a 392.959 veículos, uma alta de 6,9 por cento ante o mesmo período no ano passado.

A Honda, que opera joint ventures automotivas na China com a Dongfeng Motor e a Guangzhou Automobile Group, disse que tem como meta vender 900 mil carros na China neste ano.

(Por Samuel Shen e Norihiko Shirouzu)