Agronegócio precisa de câmbio "no lugar certo" e investimentos, diz Campos

quarta-feira, 6 de agosto de 2014 13:01 BRT
 

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, defendeu nesta quarta-feira uma nova governança macroeconômica, investimentos em produtividade e a busca de mercados no exterior como formas de impulsionar o setor agropecuário brasileiro.

Em evento organizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com os três principais candidatos à Presidência, Campos afirmou ainda que a conciliação entre a sustentabilidade e a produçâo agrícola é uma pauta "consensuada" e que já não é possível qualquer atividade econômica ocorrer sem a observância de valores ambientais e sociais.

"É fundamental... uma governança macroeconômica que coloque o câmbio no lugar certo para que as exportações não percam", disse o candidato a jornalistas após debate com representantes do setor.

"É fundamental o investimento na produtividade, e isso passa por infraestrutura, mas também passa por investimentos em ciência e tecnologia, educação", afirmou, acrescentando que o país também precisa buscar novos mercados com uma "política muito mais ativa" do que a atual.

Durante sua exposição para convidados da CNA, Campos prometeu fortalecer o Ministério da Agricultura e disse ser necessária uma melhor articulação entre as políticas de renda para o setor agropecuário.

"Quero assumir o compromisso também de fortalecer o Ministério da Agricultura. É tirá-lo do balcão político e das lideranças e colocá-lo na mão da competência de quem possa efetivamente inspirar um diálogo", disse Campos, em evento organizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com os três principais candidatos à Presidência.

O candidato aproveitou para criticar a prática de indicações políticas para cargos do Executivo Federal, incluindo aí a pasta da Agricultura.

Ao colocar suas posições, Campos, terceiro colocado nas pesquisas, defendeu ainda a necessidade de coordenar melhor as políticas federais para o setor.   Continuação...

 
Candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, durante sabatina na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. 30/06/2014. REUTERS/Ueslei Marcelino