Candidato à Presidência Eduardo Campos morre em acidente de avião

quarta-feira, 13 de agosto de 2014 18:07 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SANTOS (Reuters) - O candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, morreu em um acidente de avião na manhã desta quarta-feira no litoral de São Paulo, lançando novas incertezas sobre o desfecho das eleições de outubro.

O avião que levava Campos do Rio de Janeiro a Santos, onde o socialista cumpriria agenda de campanha, arremeteu quando se preparava para pousar no aeroporto da cidade vizinha de Guarujá. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com o jato Cessna 560XL.

Campos, 49 anos, foi governador de Pernambuco e tinha cerca de 10 por cento das intenções de voto nas últimas pesquisas para a corrida presidencial. Ele se posicionava como um socialista pró-empresários e foi aliado até o ano passado da presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição.

A candidata à vice na chapa do PSB à Presidência, a ex-senadora Marina Silva, não estava no avião.

Visivelmente abalada, Marina disse em pronunciamento que a morte de Campos "é sem sombra de dúvida uma tragédia". "Durante esses 10 meses de convivência, aprendi a respeitá-lo, admirá-lo e a confiar nas suas atitudes e nos seus ideais de vida", disse Marina a jornalistas em Santos. Ela não respondeu a perguntas após sua fala.

Campos estava atrás de Dilma e Aécio Neves (PSDB) na corrida presidencial e ainda não tinha conseguido capitalizar a presença ao seu lado de Marina, que na eleição de 2010 teve quase 20 milhões de votos.

A equipe do socialista acreditava que as intenções de voto de Campos subiriam com a propaganda eleitoral gratuita, a partir de 19 de agosto, com a maior exposição do candidato na mídia e eventos de campanha.

Em Brasília, Dilma decidiu suspender todas as atividades da campanha por três dias em respeito à morte de Campos. "O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro... Perdemos um grande companheiro", disse a presidente, para quem Campos poderia ter galgado os mais altos postos do país.   Continuação...

 
Ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, durante discurso na CNI, em Brasília. Campos morreu em um acidente de avião nesta quarta-feira. 30/7/2014. REUTERS/Ueslei Marcelino