Ibovespa avança 2,12%, maior alta em quatro semanas após Petrobras disparar 7%

sexta-feira, 15 de agosto de 2014 18:16 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou com a maior alta em quatro semanas nesta sexta-feira, guiado pelas ações da Petrobras, que dispararam mais de 7 por cento, em meio a especulações em torno do cenário eleitoral, no último pregão antes do vencimento dos contratos de opções sobre ações.

O noticiário corporativo, permeado por balanços, acabou ficando em segundo plano, assim como o cenário internacional.

O Ibovespa avançou 2,12 por cento, a 56.963 pontos, na maior alta desde 18 de julho, quando havia avançado 2,47 por cento. O giro financeiro do pregão somou 6,96 bilhões de reais.

Na semana, o índice acumulou alta de 2,5 por cento.

Com agentes financeiros ávidos com a cena eleitoral, à espera de novidades da candidatura presidencial do PSB, após a morte de Eduardo Campos na quarta-feira, e a expectativa pela pesquisa Datafolha prevista para o início da próxima semana abriram espaço para boatos, especialmente à tarde.

Os rumores incluíam desde a confirmação da ex-senadora Marina Silva como cabeça de chapa, a nomes para sua equipe, bem como possíveis medidas em caso de vitória, além de números de pesquisa eleitoral, entre muitos outros.

"Estão atirando para todos os lados", disse o chefe da mesa de renda variável de um importante corretora em São Paulo, referindo-se às justificativas para o avanço de Petrobras na bolsa. "Na semana que vem, talvez, as coisas se acertem e as pessoas parem com tantas conjecturas."

As ações da Petrobras, que tem reagido à dinâmica eleitoral, tiveram a maior alta desde 6 de junho.   Continuação...