Marina diz que PSB dará explicações sobre avião até terça-feira

segunda-feira, 25 de agosto de 2014 17:01 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, disse que as dúvidas envolvendo a propriedade do avião que caiu matando o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos têm que ser esclarecidas e prometeu explicações do partido sobre o assunto até terça-feira.

"Nós temos a preocupação de que todos os esclarecimentos sejam dados. Tanto quanto as razões do acidente, quanto do ponto de vista legal. Esse é o esforço que o partido está fazendo, com o senso de responsabilidade que temos que ter numa questão como essa", disse a candidata em evento em São Paulo, nesta segunda-feira.

Há dúvidas sobre quem financiou a compra do jato executivo Cessna 560XL, que caiu no dia 13 de agosto matando Campos e mais seis pessoas, em Santos, no litoral paulista.

"O partido está juntando as informações e, no momento oportuno, entre hoje e amanhã estará dando as explicações para a sociedade", disse Marina. Essa foi a primeira vez que a candidata falou sobre o assunto.

EDUCAÇÃO INTEGRAL

Em visita à Bienal do Livro, em São Paulo, a ex-senadora prometeu implementar a educação em tempo integral no país ao término de quatro anos de governo.

"Nós já temos aprovado no Congresso os 10 por cento do nosso PIB para a educação. O que nós fizemos foi assumir o compromisso de antecipar algumas metas. Aquilo que estava previsto para oito anos, como é o caso da educação integral, nós estamos antecipando para quatro anos", disse a candidata a jornalistas.

Marina tem defendido um controle das contas públicas mais rígido, mas também tem mantido promessas de Campos, como o passe livre no transporte público para estudantes e a aplicação de 10 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) na saúde e na educação.   Continuação...