Aécio usa TV para reforçar o que chama de contradições de Marina

quinta-feira, 4 de setembro de 2014 21:48 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, aproveitou seu programa eleitoral na TV na noite desta quinta-feira para repetir declarações sobre o que chama de contradições da presidenciável Marina Silva (PSB), apontadas por ele há dois dias em entrevista em São Paulo.

“É importante que nós compreendamos de maneira muito clara qual a Marina que efetivamente está disputando essas eleições", afirma Aécio na propaganda.

"Eu me lembro que eu, ainda líder partidário na Câmara dos Deputados, defendi a Lei de Responsabilidade Fiscal, não para atender interesses do PSDB, mas para atender aos interesses dos cidadãos brasileiros… onde estava Marina? No PT, votando contra a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse o tucano.

Aécio criticou ainda a atitude da candidata à época do mensalão, esquema de compra de apoio político ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando era ministra do Meio Ambiente.

“Tempos depois veio o escândalo do mensalão… onde estava Marina? Ministra de Estado. Se indignou? Pediu para sair? Não. Continuou como ministra de Estado. Nos brindou com um obsequioso silêncio.”

Apontando contradições entre suas propostas e suas antigas posições, Aécio voltou a classificar a candidata do PSB como uma "metamorfose ambulante".

“Vejo Marina quase que como uma metamorfose ambulante, trocando de posições ao sabor das circunstâncias”, disse o tucano, repetindo quase que literalmente as declarações dadas na terça-feira.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)