Aécio diz que brasileiros não querem ser governados por "segundo time"

quinta-feira, 11 de setembro de 2014 21:07 BRT
 

(Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta quinta-feira não acreditar que o povo brasileiro queira ser governado por um "segundo time" e voltou a dizer que sua candidatura tem à disposição uma "seleção brasileira", capaz de fazer as mudanças que o país precisa.

Durante agenda de campanha em Montes Claros (MG), Aécio disse que, ao contrário da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, não faz ataques pessoais à candidata do PSB, Marina Silva, e que suas críticas a ela são "políticas".

"Eu não faço a ela qualquer acusação pessoal, acho absolutamente inaceitável esse tipo de acusação que ela recebe da presidente Dilma", disse o tucano.

"Você tem visto as propagandas na televisão comparando a Marina a outros ex-presidentes da República. Eu não faço esse tipo de ataques pessoais. Eu não entro no vale-tudo para ganhar a eleição. Apenas é muito importante que a candidata Marina passe maior credibilidade em relação aquilo que pensa", acrescentou.

O tucano também usou seu perfil no Twitter para responder a uma afirmação feita por Marina na mesma rede social. Segundo a candidata do PSB, Aécio "está agora fazendo o mesmo trabalho de desconstrução que o PT faz sobre mim. Com os mesmos argumentos usados contra Lula".

Em sua resposta, o candidato do PSDB disse que faz diferente.

"Na verdade, estou fazendo o debate político, fundamental para a democracia. Não desconstruindo sua imagem", escreveu Aécio em mensagem endereçada ao perfil de Marina. "Quem imagina ser presidente da República precisa dizer quem é. Debater não é desrespeitar o adversário, é respeitar o eleitor."

Aécio disse ainda que apenas lembrou que Marina foi, por mais de 20 anos, filiada ao PT.

"Isso não deveria ofendê-la, é sua trajetória política. Eu me orgulho da minha", escreveu, acrescentando não concordar com críticas feitas por Dilma que comparou Marina ao ex-presidente Fernando Collor.   Continuação...