Dilma responsabiliza Marina por demora em licenciamentos ambientais no governo Lula

sexta-feira, 12 de setembro de 2014 07:44 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff, que concorre à reeleição pelo PT, prosseguiu com a estratégia de críticas à principal adversária na disputa presidencial, Marina Silva (PSB), e responsabilizou a ex-ministra pela demora nos licenciamentos ambientais durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Marina e Dilma foram colegas no ministério do governo Lula e, por vezes, estiveram em lados opostos, uma vez que Marina comandou o ministério do Meio Ambiente e Dilma foi titular do Ministério de Minas e Energia e da Casa Civil. A presidente sempre pressionou Marina por licenciamentos mais céleres para obras federais quando ambas eram ministras.

Questionada sobre como era o convívio no ministério com Marina, durante entrevista à RedeTV e ao portal IG gravada na quinta-feira e exibida na madrugada desta sexta, Dilma afirmou que Marina sempre pareceu "bem intencionada", mas que não concordava sempre com a ex-colega.

"Nunca houve um embate, eu diria assim, ácido", disse Dilma.

"A candidata tinha uma reação muito acentuada quando se tratava de licenciamento de hidrelétricas", lembrou a petista, para então emendar a crítica sobre os licenciamentos.

"No caso de Santo Antônio e Jirau (usinas construídas no Rio Madeira) houve um tempo de demora muito grande (para o licenciamento)", afirmou a presidente. "Houve muitas e muitas demoras... sempre com responsabilidade dela (Marina)."

Segundo a presidente, entretanto, esses embates ajudaram o governo a aperfeiçoar os processos de licenciamento ambiental, principalmente ao criar prazos para emissão de pareceres.

Marina tem sido acusada por adversários de ter dificultado licenças ambientais para usinas hidrelétricas com grandes reservatórios, o que teria contribuído para o quadro atual do uso de energia mais cara das termelétricas.

Na quinta-feira, a candidata do PSB negou ter qualquer responsabilidade. Segundo ela, quando foi ministra aprovou o dobro de licenciamentos ambientais do que na época do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.   Continuação...

 
Presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, durante entrevista coletiva no Palácio do Alvorada. 10/09/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino