Coreia do Norte condena cidadão norte-americano a seis anos de trabalhos forçados

domingo, 14 de setembro de 2014 09:41 BRT
 

Por James Pearson

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte condenou o cidadão norte-americano Matthew Todd Miller a seis anos de trabalhos forçados por cometer "atos hostis" como turista no país, segundo um comunicado divulgado pela mídia estatal neste domingo.

Matthew Miller se junta Kenneth Bae como o segundo norte-americano que atualmente cumpre pena de trabalhos forçados na Coreia do Norte. Um terceiro, Jeffrey Fowle, está atualmente aguardando julgamento.

"Ele cometeu atos hostis à República Democrática Popular da Coreia ao entrar no território do país sob a aparência de um turista em abril passado", disse o curto comunicado, sem dar mais detalhes. A versão coreana do comunicado descreve a punição de Miller como uma sentença de "reeducação pelo trabalho".

Miller, de Bakersfield, Califórnia, com 20 e poucos anos, entrou na Coreia do Norte em abril deste ano, rasgou seu visto de turista e exigiu que Pyongyang lhe concedesse asilo, de acordo com um comunicado de imprensa estatal na época.

Ele estava em uma viagem particular sem guias estrangeiros, de acordo com a Uri Tours, empresa que organizou sua viagem.

A Coreia do Norte não detalhou as acusações contra Miller, mas as fotos do processo divulgadas pela mídia estatal mostram alguns dos pertences pessoais de Miller, incluindo passaporte, telefone, notebook e visto norte-coreano - que parecia estar rasgado. Miller também foi mostrado sentado em uma caixa de testemunha, cercado por soldados norte-coreanos.

A Coreia do Norte ainda não anunciou uma data para o julgamento de um terceiro cidadão norte-americano, Jeffrey Fowle, 56, de Miamisburg, Ohio, que foi preso em maio deste ano por deixar uma Bíblia debaixo de uma lata no banheiro de um clube de marinheiros na cidade portuária de Chongjin.

Uma fonte familiarizada com o caso disse à Reuters que não está claro por que Fowle deixou a Bíblia para trás, mas disse que o homem de 56 anos não parece ser abertamente religioso.