Queda de nave espacial durante voo-teste deixa um morto e um ferido

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 19:07 BRST
 

Por Dan Whitcomb

LOS ANGELES (Reuters) - Uma espaçonave suborbital de passageiros desenvolvida pela empresa Virgin Galactic, do bilionário Richard Branson, caiu durante um voo-teste nesta sexta-feira no Porto Aéreo e Espacial de Mojave, no Estado norte-americano da Califórnia, matando um tripulante e deixando o outro seriamente ferido, relataram autoridades.

A queda do veículo, que passava por seu primeiro teste de voo motorizado desde janeiro sobre o deserto do Mojave, 150 quilômetros ao norte de Los Angeles, aconteceu dias depois de outra empresa aérea comercial, a Orbital Sciences, perder um foguete em uma explosão na Virgínia momentos depois da decolagem. O foguete levaria suprimentos para a Estação Espacial Internacional.

Imagens de televisão do local do acidente mostraram dois grandes fragmentos da espaçonave no solo, e a empresa declarou que o veículo ficou destruído.

O copiloto foi morto na queda, e o piloto, que se ejetou, ficou ferido, afirmou o porta-voz do xerife do condado de Kern, Ray Pruitt. O piloto foi encontrado no local e levado a um hospital da região, disse.

Mais de 800 pessoas pagaram ou fizeram depósitos para um dia voarem a bordo da espaçonave, que é levada a uma altitude de cerca de 14 mil metros e liberada. A espaçonave, então, aciona seu motor de foguete para se catapultar a cerca de 100 quilômetros acima da Terra, dando aos passageiros uma vista do planeta com o espaço sideral ao fundo e alguns minutos sem gravidade.

O veículo é baseado em um protótipo, o SpaceShipOne, que dez anos atrás conquistou o prêmio Ansari X, de 10 milhões de dólares, por se tornar a primeira espaçonave desenvolvida por uma empresa particular a voar no espaço.

“Durante o teste, o veículo sofreu uma séria anomalia, que resultou na perda do SpaceShipTwo”, disse a Virgin em uma mensagem no Twitter, acrescentando: “Iremos trabalhar com as autoridades relevantes para determinar a causa deste acidente e fornecer atualizações assim que possível”.

O acidente foi um grande revés para a Virgin Galactic. A SpaceShipTwo, espaçonave para seis passageiros e dois pilotos, almeja realizar os primeiros voos comerciais suborbitais do mundo.

(Reportagem adicional de Irene Klotz, de Cabo Canaveral, Flórida)