Quem atirou em Bin Laden? Ex-marines dos EUA dão relatos conflitantes

sexta-feira, 7 de novembro de 2014 09:50 BRST
 

Por Mark Hosenball

WASHINGTON (Reuters) - Os membros da força especial da Marinha dos Estados Unidos que participaram da operação que matou Osama bin Laden em seu esconderijo no Paquistão em maio de 2011 deram relatos conflitantes a respeito de quem de fato deu o deu o tiro mortal no então líder da Al Qaeda.

O jornal Washington Post publicou uma reportagem na quinta-feira na qual Rob O'Neill, um ex-membro da força Seal, alega ter disparado o tiro fatal que atingiu Bin Laden na testa após ter invadido um dos quartos da casa dele em Abbottabad.

O relato de O'Neill, que viaja pelos EUA dando palestras motivacionais, foi contestado por uma fonte próxima a um outro integrante dos Seals.

A fonte, falando sob a condição de anonimato, disse que o membro da equipe disse a ele que o tiro foi disparado por um ou dois homens que entraram no quarto antes de O'Neill.

O Washington Post disse que O'Neill reconheceu que ao menos outros dois membros dos Seals atiraram em Bin Laden, incluindo Matt Bissonnette, um ex-Seal que escreveu um livro em 2012 sobre a operação chamada "No Easy Day" (Não Há Dia Fácil).

O livro não identifica a pessoa que atirou em Bin Laden.

A rede NBC News citou Bissonnette nesta quinta-feira como dizendo: "Duas pessoas diferentes contando duas histórias diferentes por duas razões diferentes... Seja o que ele (O'Neill) diga, é ele quem diz. Eu não quero tocar nisso."

No ano passado, depois que a revista Esquire publicou uma entrevista com um membro anônimo dos Seals, depois noticiado como sendo O'Neill, em que ele alegava ter atirado em Bin Laden, outros veículos de comunicação questionaram o relato.   Continuação...

 
Morador caminha em frente à casa onde as forças especiais da Marinha dos EUA mataram o líder da Al Qaeda Osama bin Laden, no Paquistão. 5/08/2011. REUTERS/Akhtar Soomro