Capitão da Marinha indonésia diz que pode ter localizado cauda de avião da Air Asia

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 11:41 BRST
 

Por Fergus Jensen e Adriana Nina Kasuma

PANGKALAN BUN/JACARTA, Indonésia (Reuters) - Uma embarcação da patrulha naval indonésia encontrou o que poderia ser a cauda do avião de passageiros da AirAsia que caiu na semana passada, a parte onde as caixas-pretas com as cruciais gravações de voz e de dados do voo estão localizadas, disseram autoridades nesta segunda-feira.

A notícia da possível descoberta da cauda foi divulgada no dia em que o Ministério dos Transportes, em Jacarta, informava que alguns funcionários de plantão no momento do acidente serão transferidos para outras funções. Ele também anunciou que estão sendo endurecidas as regras sobre procedimentos pré-voo.

Navios e aeronaves que estão vasculhando o norte do mar de Java em busca de restos e corpos do Airbus A320-200 ampliaram a área de atuação, levando em conta as correntes marítimas, oito dias depois que o voo QZ8501 mergulhou no oceano quando ia da segunda maior cidade da Indonésia, Surabaya, para Cingapura, com 162 pessoas a bordo.

"Constatamos que há uma alta probabilidade de ser a cauda do avião", disse Yayan Sofyan, capitão do navio de patrulha, a repórteres.

Ele deu a declaração depois que seu navio retornou ao porto de Surabaya nesta segunda-feira, e não ficou claro Imediatamente se ele estava se referindo a um dos cinco grandes objetos identificados por embarcações na busca do fim de semana.

A agência meteorológica da Indonésia disse que tempestades tropicais sazonais provavelmente contribuíram para o acidente de 28 de dezembro. O clima na região tem prejudicado continuamente os esforços para recuperar corpos e encontrar os gravadores de voz da cabine e dados de voo que devem explicar por que o avião caiu no mar.

Os gravadores estão alojados na cauda do Airbus, o que torna crucial a recuperação dessa parte da aeronave.

"Não estou dizendo ainda que é a cauda", declarou o chefe da agência de busca e resgate da Indonésia, Bambang Soelistyo Fransiskus, em entrevista coletiva em Jacarta. "Isso é uma suspeita. Agora estamos tentando confirmá-la."

O Ministério dos Transportes afirmou que alguns Funcionários do órgão gestor do aeroporto e da agência de controle de tráfego aéreo do país que estavam envolvidos com o voo AirAsia serão transferidos para outras tarefas enquanto a investigação do acidente não for concluída. O ministério não deu nenhuma explicação para isso.

O ministério também informou que, três dias depois do acidente, emitiu uma norma obrigando um funcionário da companhia aérea a informar pessoalmente os pilotos sobre as condições climáticas e outras questões operacionais antes de cada voo.

 
Destroços do voo QZ8501, da Air Asia, são resgatados do Mar de Java. 05/01/2014 REUTERS/Darren Whiteside