Suspeitos de ataque em Paris são avistados; refém feito em cidade francesa

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015 10:48 BRST
 

Por John Irish e Christian Hartman

DAMMARTIN-EN-GOELE, França (Reuters) - Autoridades francesas cercaram uma pequena cidade no norte da França com policiais antiterrorismo e helicópteros, nesta sexta-feira, depois que ao menos uma pessoa foi feita refém no local e os dois principais suspeitos pelo ataque ao jornal semanal Charlie Hebdo foram avistados.

"Temos indicações da presença dos terroristas que nós queremos pegar", disse o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, a repórteres em Paris, após uma fonte da polícia ter dito que havia ao menos um refém em uma instalação industrial de Dammartin-en-Goele.

"Está em andamento uma operação agora em Dammartin-en-Goele, que está mobilizando todos os serviços na região", disse Cazeneuve.

Dammartin-en-Goele fica a cerca de 40 quilômetros do local onda a polícia vinha procurando os dois irmãos suspeitos na quinta-feira.

Mais cedo, tiros foram ouvidos na cidade e uma fonte da polícia disse que as forças de segurança estavam perseguindo um veículo numa rodovia próxima, a A2.

Os suspeitos procurados são dois irmãos franceses filhos de argelinos, ambos na casa dos 30 anos e que já estavam sob observação da polícia. Teriam sido eles que na quarta-feira invadiram a sede do jornal semanal de sátiras Charlie Hebdo, em Paris, e mataram a tiros 12 pessoas.

(Reportagem de John Irish, Christian Hartmann e Marine Pennetier)

 
Ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, em entrevista em Paris. 9/1/2015  REUTERS/Philippe Wojazer