Asteroide gigante não causará danos à Terra, diz Nasa

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 09:58 BRST
 

Por Irene Klotz

CABO CANAVERAL, Estados Unidos (Reuters) - Um asteroide com cerca 500 metros de diâmetro vai passar relativamente perto da Terra na noite desta segunda-feira, mas será inofensivo, segundo a Nasa.

O asteroide vai passar a cerca de 1,2 milhão de quilômetros da Terra, cerca de três vezes mais distante do que a Lua.

Astrônomos profissionais e amadores estão se preparando para assistir à passagem, que será mais visível entre 23h desta segunda e 4h da madrugada de terça (horário de Brasília) nas Américas, Europa e África.

Será preciso ter um pequeno telescópio ou binóculo para ver o asteroide, conhecido como 2004 BL86.

"Embora não represente uma ameaça à Terra num futuro próximo, é uma abordagem relativamente perto de um asteroide relativamente grande, o que nos proporciona uma oportunidade única para observar e aprender mais", disse em comunicado o astrônomo Don Yeomans, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, em Pasadena.

O asteroide, que orbita o Sol a cada 1,84 ano, foi descoberto há 11 anos pelo telescópio Linear (Lincoln Near-Earth Asteroid Research), localizado no Estado do Novo México.

Os cientistas planejam mapear a superfície dele com radar durante o sobrevoo, na esperança de aprender mais sobre o seu tamanho, a forma, a taxa de rotação e outras características.

"No momento, não sabemos quase nada sobre esse asteroide, portanto, é provável que haja surpresas”, declarou ao SpaceWeather.com o astrônomo Lance Benner, do Laboratório de Propulsão a Jato, da Nasa, em Pasadena, na Califórnia.   Continuação...

 
Foto de divulgação da Nasa mostra a Estação Espacial Internacional sobre a Terra. REUTERS/NASA/Divulgação via Reuters