12 de Março de 2015 / às 14:48 / em 3 anos

Hamilton sonha com terceiro título para se igualar a ídolo Senna

Pilotos da Ferrari Sebastian Vettel e da Mercedes Lewis Hamilton em entrevista coletiva em Melbourne. 12/03/2015 REUTERS/Mark Dadswell

MELBOURNE (Reuters) - Desde menino, Lewis Hamilton tem verdadeiro encanto por Ayrton Senna. Mais de 20 anos após a morte do brasileiro, pouca coisa mudou.

Mesmo com um segundo título mundial de Fórmula 1 na estante, Hamilton continua motivado pela possibilidade de igualar os feitos de seu herói de infância.

Neste ano, finalmente, o britânico terá a chance de igualar a marca de três títulos mundiais de Senna, um objetivo que o empolga muito.

“Eu sempre quis fazer o que Ayrton fez”, disse Hamilton em uma entrevista coletiva nesta quinta-feira, véspera dos treinos do Grande Prêmio da Austrália, que inaugura a temporada no final de semana.

“Ayrton era meu piloto predileto, e acho que quando era garoto sempre quis copiá-lo”.

Hamilton é o franco favorito para conquistar o campeonato deste ano depois de arrematar a coroa de 2014 e derrotar seu colega de equipe, Nico Rosberg.

O piloto de 30 anos venceu seis das sete últimas corridas na campanha passada e passou a pré-temporada sendo festejado como um astro do rock, acumulando prêmios e desfilando em tapetes vermelhos.

Assim que voltou a sentar atrás do volante, tudo se encaixou rapidamente e ele mostrou estar em forma dentro de sua Mercedes nos testes da pré-temporada.

Mas o circuito de Melbourne não tem sorrido para Hamilton. Em suas oito participações anteriores, ele só venceu uma corrida, em 2008, quando conquistou seu primeiro título pilotando para a McLaren.

Senna também só venceu na Austrália duas vezes. A segunda delas, em 1993, foi sua última conquista antes de morrer em um acidente no ano seguinte em San Marino.

No ano passado, Hamilton largou na pole em Melbourne, mas abandonou a prova por problemas no motor. Rosberg venceu, mas o inglês levou o campeonato.

“Não acho que tenha nenhuma importância em especial em relação às outras vezes”, disse Hamilton. “Claro que você chega aqui e quer começar com o pé direito, como quis fazer no ano passado. Mas há um longo caminho adiante, então não é a largada mais importante do ano”.

Ainda antes de iniciar a nova temporada, Hamilton está planejando o futuro e já negocia seu próximo contrato com a Mercedes.

O chefe de esportes automobilísticos da Mercedes, Toto Wolff, afirmou aos repórteres nesta quinta-feira que as conversas estão “tratando dos detalhes”. Embora Hamilton tenha se mantido discreto e acrescentado pouca coisa, disse: “Está indo bem... mas ainda não assinamos”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below