Vendas de gasolina caem no 1º tri com etanol ganhando espaço, diz Sindicom

quarta-feira, 15 de abril de 2015 18:29 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As vendas de gasolina caíram 1 por cento no primeiro trimestre deste ano, para 7,6 bilhões de litros comercializados, com o etanol hidratado ganhando espaço do combustível fóssil, segundo dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), publicados nesta quarta-feira.

No mesmo período, as vendas de etanol hidratado cresceram 25,7 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo quase 2,5 bilhões de litros.

"A maior demanda ocorreu devido aos preços favoráveis do etanol em relação à gasolina, especialmente nos meses de fevereiro e março", afirmou o Sindicom, em nota.

"Os maiores crescimentos foram observados em Minas Gerais, Paraná, Goiás e Mato Grosso."

O Sindicom representa cerca de 80 por cento do mercado de distribuição de combustíveis automotivos no Brasil.

Os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) de março ainda não foram publicados.

O total da venda de combustíveis das associadas ao Sindicom no primeiro trimestre foi de 24,95 bilhões de litros, alta de apenas 1 por cento ante o mesmo período em 2014.

No primeiro bimestre, a queda das vendas de combustíveis havia sido de 0,4 por cento frente o mesmo período de 2014, de acordo com o Sindicom.

Na ocasião, o diretor da Abastecimento do sindicato, Luciano Libório, afirmou à Reuters que a queda teve influência dos protestos de caminhoneiros no início do ano, do feriado do Carnaval, que neste ano caiu em fevereiro (em 2014 foi em março), além da incidência de impostos adicionais.

(Por Marta Nogueira)