Momento de alívio das sanções será principal questão na retomada das negociações com Irã

quarta-feira, 22 de abril de 2015 09:53 BRT
 

Por Parisa Hafezi

VIENA (Reuters) - O momento e o alcance do alívio das sanções são os principais pontos de atrito nas conversas entre o Irã e seis potências mundiais em Viena nesta quarta-feira, à medida que negociadores tentam chegar a um acordo para contenção das atividades nucleares de Teerã.

Depois que acordo preliminar entre o Irã e as seis potências foi fechado na Suíça em 2 de abril, diversas interpretações surgiram sobre o que foi acertado, e ambos os lados deram diferentes versões do calendário previsto.

"Levantar sanções será um dos principais tópicos nesta rodada de conversas... Se a outra parte mostrar boa vontade política, podemos chegar a um acordo final", disse nesta quarta-feira o vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, Abbas Araqchi, à televisão estatal Iraniana.

As conversas começam com um encontro bilateral entre a diretora política da União Europeia, Helga Schmid, e Araqchi, de acordo com a UE. As conversas entre Irã e as seis potências, incluindo os Estados Unidos, com presença da secretária Wendy Sherman, acontecerão durante esta semana.

O Irã insiste que só iria aceitar um acordo final sobre seu programa nuclear caso as potências mundiais simultaneamente levantassem todas as sanções impostas.

Os Estados Unidos deixaram claro que as sanções ao Irã seriam retiradas gradualmente após um pacto final.

O Irã e as potências tentam encerrar mais de 12 anos de tensões diplomáticas por conta do programa nuclear do país, cujo Teerã diz ser pacífico, mas as potências ocidentais temem ter o objetivo de desenvolvimento de uma bomba atômica.

 
Vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, Abbas Araqchi, em foto de arquivo. REUTERS/Heinz-Peter Bader