Coreia do Norte alerta para ataques a “alvos” da Marinha sul-coreana

sexta-feira, 8 de maio de 2015 10:48 BRT
 

SEUL (Reuters) - Os militares da Coreia do Norte alertaram nesta sexta-feira para “ataques sem aviso prévio a alvos” da Marinha sul-coreana, acusando a Coreia do Sul de violar suas águas territoriais ao largo da costa oeste da península, palco de confrontos navais letais no passado.

O aviso do governo norte-coreano foi feito em meio à temporada anual de pesca de caranguejo, que termina em junho nas águas ao largo da costa oeste da península coreana. As forças navais das duas Coreias se enfrentaram durante o mesmo mês em 1999 e 2002, o que resultou na morte de dezenas de marinheiros em ambos os lados.

Em março de 2010, um navio da Marinha sul-coreana foi atingido por um torpedo e afundou ao largo da costa oeste, causando a morte de 46 marinheiros. O governo sul-coreano responsabilizou o Norte, que negou qualquer participação.

"A partir deste momento em diante, não haverá anúncios prévios de ataques seletivos contra navios da Marinha fantoche que violam a nossa fronteira marítima militar nas águas agitadas a oeste da costa", disse a agência de notícias norte-coreana KCNA, citando uma declaração do comando militar.

A Coreia do Norte contesta a fronteira marítima ao largo da costa oeste, qualificando como ilegal a chamada Linha de Limite do Norte definida no final da Guerra da Coreia (1950-1953).

Um oficial do Estado Maior Conjunto das forças da Coreia do sul definiu a ameaça da Coreia do Norte como "insana" e afirmou que os navios da sua Marinha não cruzaram a fronteira marítima vez desde o fim da guerra.

(Reportagem de Jack Kim e Ju-min Park)

 
Líder norte-coreano, Kim Jong Un, visita instalação industrial, em foto de divulgação da agência de notícias estatal KCNA. 07/05/2015 REUTERS/KCNA