CPI da CBF avança no Senado com leitura de pedido de instalação em plenário

quinta-feira, 28 de maio de 2015 15:39 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A CPI para investigar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o comitê organizador da Copa do Mundo de 2014 ficou mais perto de ser criada no Senado após leitura no plenário, nesta quinta-feira, do pedido para estabelecer a comissão.

O requerimento para criação da Comissão Parlamentar de Inquérito foi feito pelo senador Romário (PSB-RJ) e lido pelo senador Douglas Cintra (PTB-PE), segundo a Agência Senado.

A comissão contará com sete membros titulares e igual número de suplentes e terá 180 dias para investigar possíveis irregularidades em contratos feitos para partidas da seleção brasileira, de campeonatos organizados pela CBF, além da realização da Copa das Confederações de 2013 e do Mundial de 2014.

O ex-jogador Romário protocolou pedido de CPI depois que sete dirigentes do futebol mundial foram presos na quarta-feira, em Zurique, como parte de investigações dos Estados Unidos e da Suíça sobre corrupção no esporte.

Entre os presos está o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, que comandou a entidade de 2012 a abril deste ano e foi o presidente do comitê organizador local da Copa do Mundo de 2014.

(Por Tatiana Ramil, em São Paulo)

 
Ex-atacante da seleção brasileira Romário durante sessão do Senado, em Brasília. 27/05/2015 REUTERS/Adriano Machado