Diretor de Comunicação da Fifa De Gregorio deixa cargo após piada na TV

quinta-feira, 11 de junho de 2015 17:23 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - O diretor de Comunicação da Fifa, Walter de Gregorio, deixou o cargo com efeito imediato a partir desta quinta-feira, abandonando um trabalho cada vez mais inglório de defender a entidade marcada por escândalos de corrupção.

A Fifa informou, no entanto, que o suíço-italiano vai continuar a colaborar com a entidade como consultor até o fim do ano. "Walter trabalhou muito duro nos últimos quatro anos e somos imensamente agradecidos por tudo que fez. Fico feliz por sermos capazes de continuar a contar com sua experiência até o final do ano", disse o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

O anúncio foi feito dois dias após De Gregorio ter participado de um programa na televisão suíça e feito uma piada depreciativa sobre a Fifa. Já no fim da atração, o apresentador perguntou a De Gregorio qual era sua piada preferida. O diretor de Comunicação respondeu: "O presidente da Fifa, o secretário-geral e o diretor de mídia estão sentados em um carro. Quem está dirigindo? A polícia."

De Gregorio assumiu o posto em setembro de 2011 e tinha liberdade para falar em nome da Fifa, aparecendo em debates públicos e na televisão para representar a organização responsável pelo futebol mundial.

Ele enfrentou a mídia sozinho há duas semanas no dia em que sete dirigentes do futebol mundial, incluindo o ex-presidente da CBF José Maria Marin, foram presos na Suíça a pedido dos EUA por denúncias de corrupção.

Ele também comandou a entrevista coletiva em 2 de junho na qual o presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou sua renúncia e a convocação de novas eleições. De Gregorio estava visivelmente abatido durante o discurso de Blatter.

(Reportagem de Katherine Bart)

 
Walter De Gregorio durante entrevista da Fifa em Zurique. 27/5/2015.   REUTERS/Ruben Sprich