Colômbia construirá museu para exibir descoberta de navio antigo

sábado, 5 de dezembro de 2015 15:41 BRST
 

Por Julia Symmes Cobb

BOGOTÁ (Reuters) - A Colômbia vai construir um museu para exibir artefatos encontrados nos destroços de um galeão espanhol descoberto próximo ao histórico porto caribenho de Cartagena, disse o presidente Juan Manuel Santos neste sábado.

O San José, que historiadores acreditavam estar carregado de esmeraldas e moedas caras, afundou em 1708 e integrava a frota do rei Filipe V que lutou contra os ingleses na Guerra da Sucessão Espanhola.

"Vamos construir um grande museu aqui em Cartagena", disse Santos em pronunciamento transmitido a partir da base naval de Cartagena.

"Sem dúvida, sem espaço para qualquer dúvida, nós encontramos, 307 anos depois de ter afundado, o galeão San José", disse Santos.

Uma equipe de especialistas internacionais, a marinha colombiana e o instituto de arqueologia do país descobriram os destroços na semana passada, na ilha de Baru, disse o presidente.

Imagens de Sonar conseguiram identificar até agora os canhões de bronze feitos especificamente para o navio, armas, cerâmica e outros artefatos.

Cerca de 600 pessoas morreram no naufrágio, disse Santos.

Mais trabalhos arqueológicos e testes científicos sobre os destroços serão feitos para assegurar que sejam preservados de forma adequada, disse Santos.

O San José foi alvo de uma disputa legal entre a Colômbia e a Sea Search Armada (SSA), uma empresa de exploração marítima sediada nos Estados Unidos. A SSA alegou em 1981 ter encontrado o local em que o navio havia afundado.

A companhia e o governo concordaram em dividir qualquer renda proveniente do naufrágio, mas o governo depois disse que todo tesouro encontra pertenceria à Colômbia, visão que foi corroborada por uma corte norte-americana em 2011.