Índice europeu de ações cai à mínima em dois meses por preocupações com China

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015 16:24 BRST
 

Por Sudip Kar-Gupta e Danilo Masoni

LONDRES/MILÃO (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em queda nesta sexta-feira devido a preocupações com o possível impacto da fraqueza do iuan sobre a economia global e com a queda dos preços do petróleo antes da esperada alta de juros nos Estados Unidos na semana que vem.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em baixa de 2,14 por cento, aos 1.397 pontos, o menor patamar em cerca de dois meses. O índice marcou seu pior desempenho semanal desde agosto, caindo 4,1 por cento.

"Nós temos o iuan nas mínimas em 4 anos e meio e isso está causando desconforto na China e em outros países. A última vez em que o iuan caiu assim, isso causou um solavanco nos mercados. Todas as empresas que exportam para a China, como montadoras e marcas de luxo, vai sentir a dor de um iuan mais fraco", disse o analista da CMC Jasper Lawler.

Isso poderia prejudicar empresas em setores como automotivo, bens de luxo e commodities, que figuraram entre as maiores quedas. As ações da francesa Renault, da fabricante suíça de relógios Swatch, da Hugo Boss e da BHP Billiton caíram entre 3,3 e 5,3 por cento.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 2,14 por cento, a 1.397 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 2,22 por cento, a 5.952 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,44 por cento, a 10.340 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,84 por cento, a 4.549 pontos.   Continuação...