Turquia diz que paciência com Rússia "tem limite", afirma jornal

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015 13:05 BRST
 

ROMA (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, disse que a paciência da Turquia com a Rússia "tem um limite", após a reação "exagerada" de Moscou a um incidente naval no fim de semana entre os dois países, de acordo com um jornal italiano nesta segunda-feira.

Um destróier russo disparou tiros de advertência contra um navio turco no Mar Egeu, no domingo, para evitar uma colisão, e Moscou convocou o adido militar turco para tratar do incidente.

"O nosso era apenas um barco de pesca, parece-me que a reação do navio da Marinha russa foi exagerada", afirmou Mevlut Cavusoglu ao jornal italiano Corriere della Sera em entrevista.

"A Rússia e a Turquia certamente devem restabelecer as relações de confiança que sempre tiveram, mas nossa paciência tem um limite", disse Cavusoglu.

É provável que o incidente eleve as tensões entre os dois países, que divergem sobre a Síria e a derrubada de um avião de guerra russo pela Turquia no mês passado.

Cavusoglu disse que a Rússia já "se colocou em uma posição ridícula" com as acusações do presidente Vladimir Putin de que a Turquia havia abatido o jato para proteger o fornecimento de petróleo do Estado Islâmico. "Ninguém acreditou nisso", disse.

O chanceler também criticou a intervenção militar da Rússia na Síria, dizendo que estava destinada a sustentar o regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, e não a lutar contra o Estado Islâmico.

(Reportagem de Gavin Jones)

 
Ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, durante evento no Chipre.  26/11/2015   REUTERS/Yiannis Kourtoglou