Sarkozy perderia primeiro turno de eleição presidencial francesa hoje, diz pesquisa

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 13:21 BRST
 

PARIS (Reuters) - Líder do partidário conservador, o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, seria eliminado no primeiro turno de uma eleição presidencial francesa se ela ocorresse agora, revelou uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira.

Seu principal concorrente para a chapa conservadora, Alain Juppé, ficaria em primeiro lugar em um segundo turno, de acordo com o levantamento do instituto Ifop para o site Atlantico, que também concluiu que a líder da extrema direita Marine Le Pen progrediria nos dois cenários.

Se Sarkozy concorresse, ficaria com 21 por cento dos votos, superado por Le Pen com 27 por cento e abaixo do atual presidente francês, o socialista François Hollande, com 22 por cento. A pesquisa pressupõe que o líder centrista François Bayrou também participaria da corrida presidencial e lhe imputa 12 por cento dos votos.

Se Juppé, ex-primeiro-ministro e prefeito da cidade de Bordeaux, conquistasse a indicação dos conservadores, teria 30 por cento do eleitorado, seguido por Le Pen com 26 por cento e Hollande com 20,5 por cento.

No sistema francês, os dois primeiros candidatos do primeiro turno da eleição presidencial disputam um segundo turno. A próxima escolha de presidente acontecerá em 2017.

Desde a pesquisa Ifop anterior, de novembro, Juppé ganhou três pontos percentuais e Sarkozy perdeu dois. O instituto entrevistou 1.800 pessoas entre os dias 14 e 17 de dezembro.

Uma pesquisa separada Ifop-Fiducial para a revista Paris Match e a Sud-Radio desta semana mostrou que Hollande se tornou mais popular que Sarkozy pela primeira vez desde 2012.

(Por Geert De Clercq)

 
Ex-presidente francês Nicolas Sarkozy após discursar em Paris. 13/12/2015   REUTERS/Philippe Wojazer