Audi, da Volkswagen, freia planos de investimento para 2016

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015 09:46 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - A divisão Audi, da Volkswagen, freou seus planos de investimento para 2016 e atrasou a construção de um novo túnel de vento nesta segunda-feira, depois de a montadora alemã ter sido afetada por um escândalo envolvendo testes de emissão de poluentes.

A Audi, cujo lucro operacional veio mais alto que o do grupo VW nos primeiros nove meses de 2015, disse que investirá mais de 3 bilhões de euros em fábricas e equipamentos em 2016.

Uma fonte da empresa disse que o plano previa gastos de 3,3 bilhões de euros no ano que vem. Sob seu orçamento anterior desenhado um ano atrás, a Audi anunciou investimentos de 17 bilhões de euros para 2015-2019, ou uma média anual de 3,4 bilhões de euros.

"Com o atual programa de investimento, nós obviamente queremos melhorar a forte posição da marca mas, ao mesmo tempo, pretendemos atingir um escopo financeiro adicional com maior otimização de processos e de custos", disse o diretor financeiro da Audi, Axel Strotbek, em comunicado.

A iniciativa ocorre depois que a VW, maior grupo automotivo da Europa, cortou 1 bilhão de euros de seu plano de investimento de 2016 em novembro, enquanto o escândalo de fraude nas emissões incluiu dezenas de milhares de veículos adicionais nos Estados Unidos.

A Audi disse que não reduzirá custos em detrimento do crescimento futuro, mas que examinará cada decisão de investimento individualmente.

A companhia não comentou os planos de investimento para depois de 2016.

(Por Maria Sheahan e Joern Poltz)