Hyundai e Kia veem vendas de 2016 abaixo do crescimento da indústria automotiva

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016 08:49 BRST
 

Por Hyunjoo Jin

SEUL (Reuters) - A Hyundai e a afiliada Kia Motors esperam que suas vendas de veículos subam 1,5 por cento neste ano, abaixo das previsões de crescimento da indústria, após não alcançar a meta em 2015 pela primeira vez desde a crise de 2008.

A companhia tem perdido ímpeto nos últimos anos, com a desaceleração da demanda na China e em outros mercados emergentes, enquanto as rivais japonesas e norte-americanas se recuperam nos Estados Unidos.

O grupo sul-coreano deve ver as vendas na China se recuperarem graças ao corte de impostos em veículos pequenos este ano, mas a demanda na Rússia e no Brasil e outros mercados emergentes importantes vai continuar deprimida, dizem analistas.

"A economia mundial deve continuar com baixo crescimento por causa da desaceleração econômica da China, dos preços baixos do petróleo e das agitações nos mercados emergentes decorrentes do aumento dos juros nos EUA", disse o presidente da Hyundai, Chung Mong-koo, em comunicado.

A montadora espera que suas vendas globais subam para 8,13 milhões de veículos em 2016, ou em 1,5 por cento, comparado com o crescimento de 2,9 por cento nas vendas gerais de veículos projetada por seu instituto de pesquisa.

A dupla sul-coreana divulgou vendas estáveis em 2015 de 8,01 milhões de veículos, abaixo de sua meta de 8,2 milhões.