Lula presta depoimento à PF em investigação sobre edição de MPs

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016 22:20 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou nesta quarta-feira depoimento à Polícia Federal em Brasília no âmbito da investigação sobre duas medidas provisórias editadas durante o seu governo, informou o Instituto Lula em nota.

De acordo com a entidade que leva o nome do ex-presidente que governou o país entre 2003 e 2010, Lula esclareceu a edição das MPs 471, de 2009, que prorrogou incentivos à indústria automotiva, e 512, de 2010, que estendeu esses incentivos a novos projetos do setor.

"As duas MPs geraram dezenas de milhares de empregos de qualidade em sete parques industriais na Bahia, Pernambuco, Ceará, Amazonas e Goiás", disse o instituto, que acrescentou que Lula prestou o depoimento para "esclarecer a verdade" e não falou como investigado nem como testemunha.

A edição das duas MPs entrou no foco da Operação Zelotes, da Polícia Federal, que apura irregularidades no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

O empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente, é investigado na Zelotes por conta de um contrato assinado por sua empresa, a LFT, e o escritório Marcondes e Mautoni, investigado pela Zelotes e que teria feito lobby pela aprovação das MPs.

"O ex-presidente negou que a edição das Medidas Provisórias ou qualquer outro ato de seu governo tenha relação com o contrato entre as empresas Mautoni e LFT", disse o instituto.

(Por Eduardo Simões)