Aécio faz apelo aos mineiros por arrancada e ida ao 2º turno

segunda-feira, 22 de setembro de 2014 18:24 BRT
 

(Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, fez nesta segunda-feira um apelo aos eleitores mineiros para que o ajudem a chegar ao segundo turno e elejam seu candidato ao governo do Estado, o ex-ministro Pimenta da Veiga.

Aécio, que é senador por Minas e governou o Estado por dois mandatos, conseguindo fazer seu sucessor, o agora candidato ao Senado e líder nas pesquisas Antonio Anastasia, está no limite do empate técnico, mas numericamente atrás da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, em seu Estado natal, segundo pesquisa Ibope divulgada na semana passada.

"Eu, ao longo dos meus últimos 30 anos, dediquei a minha vida a Minas Gerais e sempre tive absoluta atenção dos mineiros, eu sempre tive a generosidade dos mineiros em toda essa caminhada", disse Aécio, durante agenda de campanha em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte.

"Esse é o momento, em toda minha trajetória política que eu mais preciso dos mineiros para que nós possamos fazer um governo dos brasileiros, mas em especial o governo que vai trazer mais investimentos para o nosso Estado, melhorar a qualidade do atendimento às demandas sociais do nosso Estado. Portanto, a chapa Pimenta da Veiga e Aécio é a garantia de que Minas volte a crescer e a vida dos mineiros vai melhorar."

Segundo o Ibope, Dilma tem em Minas 33 por cento das intenções de voto, enquanto Aécio aparece com 29 por cento, resultado que o coloca em empate técnico com a presidente no limite da margem de erro que é 2 pontos percentuais.

A candidata do PSB, Marina Silva, aparece em terceiro em Minas, com 22 por cento. A mesma pesquisa Ibope mostra que nacionalmente Dilma tem 36 por cento, Marina 30 por cento e Aécio 19 por cento.

Já na disputa pelo governo estadual, o petista Fernando Pimentel, apoiado por Dilma, tem 43 por cento das intenções de voto, contra 23 por cento de Pimenta da Veiga.

"Faço aqui de Betim hoje um apelo a todos os companheiros e companheiras de cada canto do Estado que desdobrem, redobrem os esforços, se desdobrem nesses últimos dias para que nós possamos dar ao Brasil um governo decente e eficiente. E a Minas Gerais, da mesma forma", disse Aécio.

"É o pedido que faço porque nós estamos muito, mas muito próximos mesmo de termos, depois de 60 anos, um presidente da República mineiro, eleito pelo voto popular e que conhece com profundidade a realidade do nosso Estado, as necessidades da nossa gente. Portanto, está nas mãos dos mineiros."   Continuação...