Ibovespa sobe 0,5% após 5 baixas; pesquisas eleitorais seguem no radar

quarta-feira, 24 de setembro de 2014 17:54 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em alta nesta quarta-feira, com a ampliação dos ganhos em Wall Street e de ações de varejo, em sessão também marcada por repercussão de pesquisas eleitorais e nova alta dos papéis da mineradora Vale.

O Ibovespa interrompeu uma sequência de cinco baixas e fechou em alta de 0,5 por cento, a 56.824 pontos, após gravitar entre a mínima de 55.933 e a máxima de 57.130 pontos.

O volume financeiro do pregão somou 6,2 bilhões de reais, abaixo da média diária de setembro, de 8,6 bilhões de reais.

"Acabamos acompanhando Nova York, mas foi um movimento sem fundamento", disse Frederico Ferreira Lukaisus, gerente de renda variável na Fator Corretora.

Os índices de ações norte-americanos tiveram forte alta, com o Standard & Poor's 500 interrompendo uma sequência de três quedas e ficando acima de sua média de 14 dias, nível técnico importante que indica melhora no curto prazo.

Na visão do gestor de recursos Joaquim Kokudai, da Effectus Investimentos, também não havia razão para o Ibovespa piorar mais, uma vez que a pesquisa Ibope manteve a indicação de empate técnico na simulação de segundo turno entre a presidente Dilma Rousseff e a candidata Marina Silva (PSB), ante temores de que Dilma passasse Marina.

"Desde que Marina entrou na disputa, o Ibope mudou pouco... O mercado é que anda sensível", ponderou.

Pesquisa Ibope mostrou Dilma oscilando de 40 para 41 por cento no segundo turno e empatando com Marina, que caiu de 43 para 41 por cento.   Continuação...