Aécio diz que lança programa de governo na 2a-feira

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 15:03 BRT
 

TABOÃO DA SERRA São Paulo (Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta sexta-feira que lançará seu programa de governo na próxima segunda-feira, seis dias antes do primeiro turno da eleição.

"A construção do nosso programa de governo, que será divulgado na segunda-feira, deixará claro qual o caminho que nós percorremos para, a partir do resgate das agências reguladoras, do respeito aos contratos, permitirmos um aumento da taxa de investimentos no Brasil, fundamental à geração de empregos", disse o tucano a jornalistas antes de caminhada em Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

Aécio aproveitou para criticar o governo da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, afirmando que a gestão petista "deseducou" os brasileiros por causa das denúncias de corrupção envolvendo a Petrobras.

"O governo do PT está, na verdade, deseducando os brasileiros, os jovens, as crianças. Tudo aquilo que nós aprendemos com os nossos pais, com os nossos avós, que não se deve mentir, que não se deve roubar. O governo do PT ensina ao contrário", disparou.

O tucano disse que a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa precisa mostrar "quem participou desse assalto do dinheiro público no Brasil". Vazamentos de depoimentos de Costa apontam que ele teria indicado que partidos e políticos, entre eles do PT, receberiam propina de empresas que firmam contrato com a Petrobras.

Aécio também mirou na candidata do PSB, Marina Silva, e disse que ela "não tem as condições" de governar o Brasil e que o país não pode se submeter a uma "nova aventura".

"As contradições das suas propostas (de Marina) são muito maiores do que as suas próprias boas intenções", disse Aécio.

"O Brasil não merece sair de uma aventura, que foi a eleição de uma candidata que não tinha administrado nada antes de assumir a Presidência da República, para uma outra aventura, por melhores que possam ser as suas boas intenções."

Aécio aparece na terceira posição nas pesquisas de intenção de voto, atrás de Dilma e de Marina. A cerca de uma semana da eleição, ele corre o risco de se tornar o primeiro presidenciável do PSDB desde 1989 a ficar fora do segundo turno. Em 1994 e 1998, o tucano Fernando Henrique Cardoso venceu a eleição no primeiro turno.   Continuação...

 
O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, durante comício em São Paulo. 26/09/2014 REUTERS/Paulo Whitaker