Dilma diz que política fiscal tem "desempenho inquestionável"

quarta-feira, 1 de outubro de 2014 20:36 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff, que concorre à reeleição pelo PT, defendeu nesta quarta-feira a política fiscal do governo e previu que a dívida líquida do setor público em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) se manterá na atual faixa.

A defesa da política fiscal veio um dia após o Banco Central divulgar que o setor público consolidado registrou déficit primário de 14,5 bilhões de reais em agosto, no pior resultado para o mês da história.

"Temos tido nessa área desempenho inquestionável", afirmou a presidente.

O resultado primário é a poupança que o governo fez para pagar a dívida pública. Como governo poupando menos, a relação dívida líquida sobre PIB, que é um dos indicadores de solvência de um país, vem crescendo ao longo deste ano. Em dezembro, a dívida líquida estava em 33,6 por cento do PIB, e fechou agosto a 35,9 por cento.

"Essa é uma flutuação. Nós estamos certos que a dívida líquida sobre o PIB fica na mesma faixa e não sai dela", disse a presidente a jornalistas, no Palácio da Alvorada, ao ser questionada sobre o que pretendia fazer para que essa relação voltasse a cair.

"Eu quero lembrar que nós (do governo do PT) recebemos a dívida líquida sobre PIB em 60 e poucos por cento, o que é um número extremamente preocupante", disse, comparando com o período do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

"Eu não vi ninguém dizer que 35 por cento de dívida líquida (sobre o PIB) seja preocupante nem aqui e nem em lugar nenhum do mundo", acrescentou a petista.

CONTABILIDADE DAS CRECHES   Continuação...