Dilma e Aécio disputarão 2o turno da eleição presidencial

domingo, 5 de outubro de 2014 21:33 BRT
 

Por Cesar Bianconi

SÃO PAULO (Reuters) - Em uma arrancada final impressionante, o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, garantiu neste domingo uma vaga no segundo turno da eleição presidencial e também se aproximou da primeira colocada, a presidente Dilma Rousseff (PT), como em nenhum momento da campanha.

Com mais de 98 por cento da apuração neste domingo, Dilma tinha 41,4 por cento dos votos válidos, ou 42,4 milhões. Aécio estava com 33,7 por cento, o equivalente a 34,5 milhões.

A candidata Marina Silva (PSB) --que há 10 dias estava 10 pontos percentuais à frente de Aécio, segundo pesquisa Datafolha-- aparecia com 21,3 por cento (21,8 milhões), de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

"Surpreende o desempenho do Aécio. A Dilma teve um desempenho abaixo", disse o cientista político e professor da PUC-Rio Ricardo Ismael. "Os votos no Aécio e na Marina apontam que a oposição está forte para o segundo turno. O segundo turno vai ser bastante disputado e sem favoritos."

Parte da reviravolta pode ser explicada pelo desempenho do tucano no Estado de São Paulo. Há cinco dias, o Ibope mostrava Dilma e Marina com 29 por cento das intenções de voto cada entre os paulistas, contra 22 por cento de Aécio. Mas nas urnas o tucano teve uma vitória arrasadora no maior colégio eleitoral do país.

Com a apuração no Estado de São Paulo quase encerrada, o senador mineiro tinha 44,3 por cento dos votos válidos, ou 10,1 milhões. Dilma estava com 25,8 por cento (5,9 milhões) e Marina aparecia com 25 por cento (5,7 milhões).

Por outro lado, Aécio perdeu em Minas Gerais, que duas vezes o elegeu governador no primeiro turno. Também quase concluída a apuração no Estado, Dilma tinha 43,5 por cento dos votos válidos (4,8 milhões) e o tucano estava com 39,8 por cento (4,4 milhões). Marina aparecia com 14 por cento (1,6 milhão).

O deputado federal Marcos Pestana, presidente do PSDB em Minas, reconheceu que o partido cometeu "uma série de erros na campanha" no Estado e que serão corrigidos agora no segundo turno".   Continuação...

 
Candidatos à Presidência que vão disputar 2º turno, presidente Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), no dia da votação em Porto Alegre e Belo Horizonte, respectivamente. 5/10/2014 REUTERS/Paulo Whitaker, Washington Alves