Estaleiro Eisa atrasa entrega de 4 navios de apoio da Petrobras, diz armador

terça-feira, 7 de outubro de 2014 17:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As dificuldades financeiras enfrentadas pelo estaleiro Estaleiro Ilha S.A. (Eisa), na zona norte do Rio de Janeiro, deverão atrasar em até dois anos a entrega de quatro navios de apoio da Brasil Supply, que serão arrendados à Petrobras, disse nesta terça-feira o diretor de operações do armador, Ricardo Braga.

Os quatro navios, que originalmente deveriam ser entregues à empresa até 2015, deverão ser utilizados no transporte de tripulação e cargas da Petrobras. As embarcações de apoio integram também o pacote de conteúdo local mínimo definido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em projetos de exploração e produção de petróleo.

A Petrobras foi procurada para comentar o impacto que o atraso terá nas operações da companhia, mas não havia um representante imediatamente disponível para comentar o assunto.

A estatal já chegou a aplicar multas ao armador pelos atrasos do estaleiro, que chegou a ficar paralisado por meses neste ano, segundo a Brasil Supply.

"Nós temos uma experiência com o Eisa que não é boa. Nós começamos esse contrato em 2011 e todos os quatro barcos estão atrasados", disse Braga, que participou nesta terça-feira do lançamento ao mar do primeiro navio dos quatro, batizado de BS Itamaracá.

Após ser lançada ao mar, a embarcação levará ainda de oito meses a um ano para receber os acabamentos e entrar em operação. "Hoje nós temos multas substanciais já correndo com a Petrobras", destacou Braga.

Ele afirmou que a Brasil Supply estuda a transferência da encomenda para outro estaleiro brasileiro, se as negociações com o Eisa, que está em processo de reestruturação, não forem favoráveis à companhia.

O executivo não revelou o investimento para a construção dos quatro navios, mas essas unidades fazem parte de uma carteira de 17 embarcações contratadas com a Petrobras, no valor total de cerca de 700 milhões de reais.

Os 13 demais navios estão sendo construídos pelo estaleiro Arpoador, em Guarujá, São Paulo.   Continuação...