Ações de estatais levam Ibovespa para 4a alta, mesmo com influência externa negativa

terça-feira, 7 de outubro de 2014 18:38 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista emendou a quarta alta consecutiva nesta terça-feira, com forte valorização de ações de estatais, ainda refletindo apostas nas eleições presidenciais e se sobrepondo à influência negativa de Wall Street.

O Ibovespa subiu 0,56 por cento, a 57.436 pontos. O giro financeiro da sessão somou 10,99 bilhões de reais, bem acima da média diária de 2014, de 6,9 bilhões de reais.

O mercado manteve a toada positiva da véspera, quando o índice teve a maior alta diária em 26 meses, de 4,72 por cento, na esteira da surpreendente votação de domingo de Aécio Neves (PSDB), que o levou ao segundo turno das eleições presidenciais, marcado para o dia 26, contra a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT).

Papéis de companhias estatais, como Eletrobras e Petrobras, foram novamente os destaques de ganhos, com a visão majoritária de investidores de que um eventual governo de Aécio teria um tom mais amigável ao mercado.

"O mercado está se antecipando às pesquisas e à decisão oficial de apoio da Marina a Aécio, conforme muitos jornais já anteciparam", disse Luis Gustavo Pereira, estrategista da Guide Investimentos, citando ainda rumores sobre algum levantamento mostrar Aécio à frente na disputa do segundo turno da eleição.

Pesquisas Ibope e Datafolha têm divulgações previstas para a partir da quinta-feira.

O otimismo, no entanto, foi contrabalançado pela influência negativa dos mercados acionários internacionais após dados que mostraram fraqueza da economia alemã, a maior da Europa.

O índice S&P 500 caiu 1,51 por cento, para a menor pontuação de fechamento desde 12 de agosto, também refletindo a cautela de investidores antes do início da temporada de divulgação de resultados de empresas dos Estados Unidos no terceiro trimestre, que começa na quarta-feira.

Esse vento desfavorável consumiu boa parte do avanço do Ibovespa que, na máxima, chegou a superar os 58 mil pontos. O índice também acusou a queda de ações de grandes exportadoras, refletindo a queda de 1 por cento do dólar contra o real.   Continuação...