10 de Outubro de 2014 / às 01:23 / 3 anos atrás

Aécio e Dilma inauguram campanha na TV com agradecimentos e comparações

BRASÍLIA (Reuters) - Os dois candidatos à Presidência da República neste segundo turno Aécio Neves (PSDB) e a presidente Dilma Rousseff (PT) estrearam seus programas eleitorais na TV nesta quinta-feira apostando nas comparações entre gestões tucanas e petistas e agradeceram os votos recebidos domingo passado.

Enquanto Dilma voltou a bater na tecla que este segundo turno representa a disputa entre duas visões de país, Aécio investiu na comparação entre seu governo à frente do Estado de Minas Gerais e a gestão da petista no âmbito nacional.

"O que está em jogo neste segundo turno não é uma simples disputa de nomes, o que está em jogo é um modelo de país. Não faço ataques pessoais ao candidato adversário”, disse a presidente no horário eleitoral obrigatório desta noite.

“Mas é fato que ele representa um modelo que quebrou o país três vezes, que abafou todos os escândalos de corrupção, que privatizou o patrimônio público a preço de banana, que causou desemprego altíssimo, arrocho salarial e recessão”, afirmou Dilma, citando ainda, entre outros pontos, a falta de investimentos na área social e na infraestrutura.

“Minha candidatura representa uma luta contra esse passado que o candidato adversário tanto defende. Mas representa acima de tudo um compromisso com o futuro.”

Já o programa de Aécio exibiu em uma tela, dividida em duas, dois atores colocando em contraponto as duas gestões de Aécio em Minas e a condução do governo federal por Dilma.

“Dilma pegou um país que ia bem e que quatro anos depois está em recessão, parado”, diz o rapaz do lado esquerdo da tela. “Aécio pegou um Estado que ia mal e que dois anos depois voltou a crescer”, afirma uma moça do lado direito.

“Dilma aumentou o número de ministérios e cargos públicos”, continua o rapaz. “ Aécio cortou o número de secretarias e cargos políticos”, retruca a atriz.

A comparação segue até que um locutor questiona: “ O que você prefere? Mudar com Aécio ou ficar com Dilma?”

O tucano procurou colar em si a imagem do candidato que pode trazer a mudança para o país, estratégia que já vinha usando no primeiro turno, mas utilizada desta vez na tentativa de angariar os votos dos insatisfeitos, dos indecisos e dos antipetistas que ainda não migraram para sua candidatura.

“A quem não votou em mim, mas votou na mudança, eu te convido agora a vir com a gente. Para você que escolheu não votar... no fundo, no fundo, você também quer mudar. Então te peço, dê mais uma chance à sua esperança, dê mais uma chance ao Brasil”, disse Aécio.

Dilma, por sua vez, também tentou investir no discurso da mudança, repetindo ideia já lançada no primeiro turno de que um novo governo seu terá ideias novas.

“Entendi o recado das ruas e das urnas. Os brasileiros e as brasileiras que me deram o voto disseram que a melhor forma de continuar mudando é acelerar e aperfeiçoar o que está em andamento e fazer um governo novo com ideias novas”, disse a presidente.

Tanto Aécio como Dilma mostraram imagens de lideranças políticas que os apoiam, sendo que o tucano teve a vantagem de exibir apoios obtidos ao longo desta semana, como o do PSB, partido da terceira colocada no primeiro turno, Marina Silva, que ainda não se posicionou pessoalmente sobre esta segunda rodada de votação.

Aécio investiu ainda em sua biografia e tentou se vincular ao avô, Tancredo Neves,  enquanto Dilma se comprometeu a combater de forma rigorosa a corrupção.

A quinta-feira foi agitada pela divulgação de depoimento do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, em que ele afirma que parte do dinheiro de contratos da estatal era repassado para PT, PP e PMDB. [nL2N0S42DC]

Pesquisas Datafolha e Ibope mostraram nesta quinta-feira Aécio pela primeira vez com vantagem numérica sobre Dilma: 51 a 49 por cento dos votos válidos (que excluem brancos, nulos e indecisos). Mas como os levantamentos têm margem de erro de 2 pontos percentuais, os dois candidatos estão em empate técnico.

[nL2N0S438D]

Reportagem de Maria Carolina Marcello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below