Aécio se compromete com parte de propostas de Marina

sábado, 11 de outubro de 2014 14:53 BRT
 

Por Maria Carolina Marcello

(Reuters) - O candidato à Presidência pelo PSDB, Aécio Neves, assumiu neste sábado, em documento, uma série de compromissos sugeridos pelo grupo de Marina Silva (PSB), terceira colocada no primeiro turno, para que ela apoie a candidatura tucana na reta final da disputa contra a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT).

Marina, que ainda não declarou seu posicionamento neste segundo turno, enviou à campanha de Aécio na sexta-feira por meio de emissários de seu grupo político, o Rede Sustentabilidade, uma lista de temas que considera importantes.

Das sugestões entregues, Aécio assumiu e concordou com a maioria, como a ampliação de políticas sociais e da participação popular, manutenção da prerrogativa do Executivo de demarcar terras indígenas, além de reiterar seu “compromisso programático” com a questão ambiental, tema chave para Marina, e com a “retomada” da reforma agrária.

“É minha intenção, neste segundo turno, ser consequente com os desejos da maioria dos brasileiros: vamos continuar propondo mais mudanças para melhor", disse Aécio em documento lido em Pernambuco, depois de encontro com lideranças locais e familiares do ex-governador Eduardo Campos, candidato presidencial pelo PSB morto tragicamente em acidente aéreo em agosto.

"Para isso, é natural que contemos, nesta etapa, com as sugestões dos que, comprometidos com a mudança, se lançaram à campanha e, mesmo não obtendo votos suficientes para chegar ao segundo turno, contribuíram com suas idéias, propostas e debates para melhorar a qualidade de nossa democracia.”

O tucano recebeu apoio formal do PSB de Pernambuco neste sábado, em ato que contou com a presença dos filhos de Campos, de lideranças do partido e de representantes de movimentos sociais. Aécio, que teve no Estado o pior desempenho entre os três principais candidatos, tenta garantir a transferência dos votos recebidos por Marina para a sua candidatura neste segundo turno.

Marina recebeu um pouco mais de 48 por cento dos votos válidos do Estado, contra cerca de 44 por cento de Dilma e apenas 6 por cento do candidato tucano.

Aécio defendeu ainda que a exploração do petróleo não impede a diversificação da matriz energética brasileira, outro tema sensível à Marina, e disse que pretende retomar o processo de ampliação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

O tucano, no entanto, não se posicionou sobre a redução da maioridade penal em casos de reincidência e crimes hediondos, pauta de sua campanha no primeiro turno e que constava na lista como uma posição a ser reavaliada por sua campanha.

O posicionamento da ex-candidata, que conquistou mais de 22 milhões de votos, pode ser conhecido neste fim de semana, embora o PSB, partido ao qual é oficialmente filiada, tenha divulgado apoio ao tucano e a Rede Sustentabilidade, sigla que tentou criar sem sucesso, também tenha se posicionado contra a candidatura de Dilma.