Marina Silva anuncia apoio a Aécio no 2º turno da eleição presidencial

domingo, 12 de outubro de 2014 12:06 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Marina Silva, candidata à Presidência pelo PSB derrotada no primeiro turno, anunciou neste domingo o apoio ao candidato do PSDB, Aécio Neves, na disputa de segundo turno da eleição.

"Votarei em Aécio e o apoiarei", afirmou Marina em evento realizado em São Paulo, no qual afirmou ser movida pela "consciência" para tomar essa decisão.

"Aécio corretamente interpretou o que está acontecendo no Brasil nas últimas décadas", disse.

"O que eu acabo de fazer aqui faz parte da campanha e do envolvimento na campanha", disse. Marina não esclareceu, no entanto, a forma como vai participar da campanha do tucano, mas disse que isso será discutido com Aécio.

Segundo Marina, que passou a ocupar a liderança da chapa do PSB após a morte do candidato Eduardo Campos, chegou o momento de apostar na alternância do poder.

O anúncio de Marina ocorreu um dia depois de Aécio ter se comprometido, por meio de um documento, com parte de propostas feitas pela ex-candidata após ser derrotada. O tucano já havia recebido o apoio do PSB para o segundo turno, que disputa com a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.

Das sugestões apresentadas por Marina, Aécio se comprometeu com a ampliação de políticas sociais e da participação popular, manutenção da prerrogativa do Executivo de demarcar terras indígenas, além de reiterar seu “compromisso programático” com a questão ambiental, tema-chave para Marina, e com a “retomada” da reforma agrária.

Na votação do primeiro turno, Marina ficou com 21,3 por cento dos votos válidos, pouco mais de 22,1 milhões de votos. A presidente Dilma obteve 41,6 por cento, ou quase 43,3 milhões, enquanto Aécio teve 33,6 por cento, o equivalente a 34,9 milhões.

(Por Eduardo Simões)