Datafolha e Ibope mostram Aécio com 51% e Dilma com 49% em corrida estável

quarta-feira, 15 de outubro de 2014 22:15 BRT
 

Por Alexandre Caverni

SÃO PAULO (Reuters) - As novas pesquisas Datafolha e Ibope divulgadas nesta quarta-feira mostraram estabilidade e empate técnico na disputa eleitoral entre o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, e a presidente Dilma Rousseff (PT), a uma semana e meia da definição de quem governará o país nos próximos quatro anos.

Os dois levantamentos repetiram o mesmo placar da semana passada considerando os votos válidos (excluindo brancos, nulos e indecisos): Aécio tem 51 por cento e Dilma soma 49 por cento. Como a margem de erro das pesquisas é de 2 pontos percentuais, os candidatos estão em empate técnico.

Pelo eleitorado total, as duas sondagens também tem o mesmo placar: 45 por cento para o tucano e 43 por cento para a presidente. Na semana passada, os dois institutos mostravam os dois candidatos com 1 ponto percentual a mais cada.

Os números indicam que o apoio formal a Aécio da terceira colocada no primeiro turno, Marina Silva (PSB), anunciado no último domingo, não afetou a preferência dos eleitores.

Também parecem ter sido irrelevante o impacto do detalhamento pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa de um suposto esquema de propinas em contratos da estatal que alimentaria políticos e partidos governistas, divulgado na quinta-feira passada.

Por último, a propaganda eleitoral no rádio e na TV, retomada na quinta-feira à noite, também não alterou a divisão entre o eleitorado.

Um dado que mostrou alteração foi o da rejeição aos candidatos, registrada pelo Datafolha. No caso de Dilma, os eleitores que disseram que não votariam nela "de jeito nenhum" foram a 42 por cento, uma oscilação de 1 ponto para baixo. Já para Aécio, a taxa de rejeição subiu a 38 por cento, ante 34 por cento.

Ainda segundo o Datafolha, 42 por cento disseram estar decididos em seus votos tanto para o tucano como para a presidente. Ou seja, vão votar "com certeza" no candidato escolhido.   Continuação...

 
Presidenciável do PSDB, Aécio Neves, cumprimenta a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, antes de debate em São Paulo. 14/10/2014. REUTERS/Paulo Whitaker