Aécio liga para Dilma antes do último debate e petista sugere  discutir propostas

sexta-feira, 24 de outubro de 2014 22:29 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff, que concorre à reeleição pelo PT, sugeriu nesta sexta-feira ao candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, que o último debate na TV antes da eleição seja mais propositivo.

   A proposta foi feita horas antes do encontro durante ligação do tucano à presidente, segundo o coordenador da campanha da ex-candidata Marina Silva (PSB), Walter Feldman.

“Ele desejou boa sorte a ela. Ela falou que o ideal seria que fosse um debate programático, que essa era a melhor contribuição que poderia ser dada”, disse Feldman a jornalistas ao chegar à TV Globo, que realiza o último debate entre os dois candidatos antes da eleição de domingo.

Nos dois primeiros debates da campanha do segundo turno, na TV Bandeirantes e no SBT, Dilma e Aécio usaram o confronto direto para trocar acusações na maior parte do tempo.

“Se espera a visão do estadista que o Brasil está precisando no momento dramático que nós estamos vivendo, de reconstrução de resgate de vários temas que ficaram esquecidos nos últimos tempos”, disse Feldman.

Na quinta-feira, pesquisas de intenção de voto mostraram Dilma com vantagem sobre Aécio, saindo do empate técnico. De acordo com Datafolha e Ibope, Dilma foi beneficiada por uma melhora na avaliação de seu governo e por um aumento na rejeição ao senador mineiro.

Considerando os votos válidos (excluindo brancos, nulos e indecisos), o Datafolha mostrou na quinta-feira Dilma com 53 por cento contra 47 por cento de Aécio --no levantamento anterior o placar era 52 a 48 por cento, no limite do empate técnico, já que a margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Pelo Ibope, a presidente tem 54 por cento dos votos válidos contra 46 por cento do tucano. A sondagem anterior, realizada na semana passada, mostrava os dois em empate técnico, mas com vantagem numérica para Aécio: 51 a 49 por cento. A margem de erro também é de 2 pontos percentuais.

(Reportagem de Maria Pia Palermo e Rodrigo Viga Gaier)