Apenas 13% dos executivos de alto escalão do setor financeiro são mulheres, diz estudo

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 17:03 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Apenas um em cada oito executivos do alto escalão em grandes empresas de serviços financeiros é uma mulher, sendo que o ritmo de mudança dessa representatividade em bancos e outras companhias é muito lento, de acordo com um estudo sobre diversidade batizado de Women in Financial Services (Mulheres em Serviços Financeiros).

O estudo afirma que as práticas atuais de trabalho em serviços financeiros não dão apoio ao sucesso do sexo feminino, com uma cultura de longas horas prejudicando aquelas que desejam trabalhar com mais flexibilidade para combinar responsabilidades corporativas e domésticas.

"As empresas com equipes de gestão menos diversificadas são menos capazes de ver os problemas sob muitos ângulos. Isto é especialmente importante para um setor que tem visto escândalos atribuídos a lideranças que não são contestadas e a um 'pensamento em grupo'", disse Michelle Daisley, sócia da Oliver Wyman.

No último mês, reguladores multaram seis grandes bancos em um total de 4,3 bilhões de dólares ao falharem em impedir operadores de tentar manipular o mercado de câmbio.

Apenas 4 por cento dos CEOs do setor financeiro são mulheres e mais de um terço dos comitês executivos são ainda inteiramente masculinos, de acordo com o estudo global com mais de 150 empresas, divulgado nesta quinta-feira.

"O ritmo de mudança é muito lento", disse Daisley.

(Por Steve Slater)