Humorista joga dinheiro falso em Blatter na sede da Fifa

segunda-feira, 20 de julho de 2015 14:19 BRT
 

Por Simon Evans

ZURIQUE (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi alvo de uma chuva de notas de dinheiro falso jogadas por um manifestante britânico antes do início de uma entrevista coletiva nesta segunda-feira na sede da entidade e, visivelmente abalado, saiu do auditório.

O manifestante, identificado pela mídia britânico como o comediante Lee Nelson, cujo nome verdadeiro é Simon Brodkin, foi levado pela polícia suíça.

Nelson levava uma bandeira da Coreia do Norte e antes de arremessar as notas de papel no dirigente, de 79 anos, ele gritou "Isto é para a Coreia do Norte 2026" - uma referência ao ano da próxima sede disponível para a Copa do Mundo.

Blatter, que com a voz em pânico chamou a segurança enquanto o "dinheiro" caía sobre ele, deixou o auditório por 10 minutos, e funcionários limparam as notas de papel antes de o suíço voltar a falar com a mídia.

"Isso não tem nada a ver com futebol", disse o dirigente antes de sair.

Em seu retorno para a entrevista coletiva, Blatter disse: "Eu só invoquei minha falecida mãe e ela disse: 'Não se preocupe, é apenas falta de educação'", afirmou.

A Fifa está mergulhada em uma série de denúncias de corrupção e 14 dirigentes de futebol e executivos de marketing esportivo foram indiciados pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos sob várias acusações, incluindo fraude e lavagem de dinheiro. Entre os indiciados está o ex-presidente da CBF José Maria Marin.

Houve também alegações de suborno ligadas a processos de candidaturas para Copas do Mundo.

 
Presidente da Fifa, Joseph Blatter, é alvo de protesto antes de entrevista coletiva. 20/07/2015   REUTERS/Arnd Wiegmann