Avaliação do governo piora e 63% são a favor do impeachment de Dilma, diz CNT/MDA

terça-feira, 21 de julho de 2015 11:46 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A avaliação do governo piorou e aumentou o número dos que são a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, segundo pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira, que mostrou ainda que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) teria uma liderança folgada sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se a eleição presidencial fosse hoje.

Apenas 7,7 por cento dos entrevistados veem o governo Dilma como ótimo ou bom, enquanto 70,9 por cento têm uma avaliação negativa --em março os números eram, respectivamente 10,8 e 64,8 por cento.

Quando perguntados sobre o impeachment da presidente, agora são 62,8 por cento a favor, ante 59,7 por cento no levantamento anterior. A margem de erro da pesquisa divulgada nesta terça-feira é de 2,2 pontos percentuais.

A pesquisa mostra ainda Aécio com 35,1 por cento das intenções de voto, se a eleição presidencial fosse hoje, contra 22,8 por cento de Lula e 15,6 por cento da ex-senadora e terceira colocada na disputa de 2014, Marina Silva.

Segundo a sondagem, 44,8 por cento acreditam que se Aécio tivesse vencido no ano passado seu governo estaria melhor do que o de Dilma. Mas 36,5 por cento acham que o governo do tucano estaria igual ao da petista, enquanto apenas 10,9 por cento imaginam que estaria pior.

O instituto MDA ouviu 2.002 pessoas entre os dias 12 e 16 de julho, na pesquisa encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT).

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

 
Presidente Dilma Rousseff acena durante encontro com líderes do Mercosul em Brasília. 17/07/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino