CBF dá apoio para que Zico seja candidato à presidência da Fifa

quinta-feira, 30 de julho de 2015 19:19 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, afirmou nesta quinta-feira que apoia a entrada do ex-jogador Zico na eleição presidencial da Fifa.

Para ser candidato, Zico precisa do endosso de cinco federações filiadas à Fifa.

"Zico tem o nosso apoio para viabilizar a candidatura. Se ele conseguir as outras quatro assinaturas, a CBF vai endossar o seu pleito", disse Del Nero, segundo o site da CBF, acrescentando que conversou com o presidente da Conmebol, Juan Ángel Napout, sobre a questão.

"Falei com o Napout que temos um brasileiro ilustre com a intenção de concorrer ao cargo de presidente da Fifa. Em condições regulares para entrar na eleição, Zico terá o endosso da CBF", afirmou.

Zico manifestou intenção de concorrer ao cargo máximo do futebol mundial depois que a entidade mergulhou numa crise em consequência de um escândalo de corrupção e suborno.

No final de maio, sete dirigentes foram presos em Zurique, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin. Autoridades dos Estados Unidos indiciaram um total de nove dirigentes de futebol e cinco executivos de marketing esportivo envolvidos em esquemas de subornos ao longo de um período de 24 anos.

O atual presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou em junho, apenas quatro dias depois de ter sido reeleito para um quinto mandato, que deixará o cargo após a realização de nova eleição, marcada para 26 de fevereiro. Entre os que confirmaram candidatura estão o presidente da Uefa, Michel Platini, e o ex-vice-presidente da Fifa Chung Mong-joon, um dos dirigentes mais influentes do futebol asiático.

Zico, ex-jogador da seleção brasileira e ídolo do Flamengo, disse que não oficializaria sua candidatura antes de conversar com a CBF.

"Fiquei feliz com a resposta... Isso é importante, queria dar o meu pontapé inicial só depois de receber o sinal positivo da CBF", declarou Zico após reunião com Del Nero, que era vice de Marin.   Continuação...

 
Ex-jogador Zico durante entrevista coletiva no Rio de Janeiro. 10/06/2015 REUTERS/Pilar Olivares