Coreia do Sul diz estar disposta a debater suspensão de sanções com Coreia do Norte

quarta-feira, 26 de agosto de 2015 13:32 BRT
 

SEUL (Reuters) - A Coreia do Sul está disposta a discutir a exigência da Coreia do Norte pelo fim das sanções impostas ao país em reação a um ataque naval em 2010, informou Seul nesta quarta-feira, um dia depois de as nações rivais acertarem um pacto histórico que desfez um impasse entre suas forças.

A Coreia do Sul está se preparando para inaugurar um novo canal de diálogo com sua vizinha após o acordo de terça-feira, no qual a Coreia do Norte lamentou um incidente com minas terrestres que feriu dois soldados sul-coreanos e a Coreia do Sul concordou em parar com as transmissões de propaganda anti-Pyongyang com alto-falantes na fronteira.

“Quando as conversas começarem, achamos que o tema de 24 de maio (de 2010) será abordado pelo Norte, que tem interesse nele, e acho que ele pode ser tratado por meio do diálogo”, disse Jeong Joon-hee, porta-voz do Ministério da Unificação da Coreia do Sul, em um boletim.

Jeong se referia à data na qual a Coreia do Sul anunciou sanções que interromperam a maioria das trocas com a Coreia do Norte, incluindo turismo, comércio e ajuda privada, depois de acusar o país vizinho de ter realizado um ataque com torpedo a um navio da Marinha que matou 46 marinheiros.

No acordo firmado pouco depois da meia-noite de terça-feira no horário local, os dois lados se comprometeram a conversar para debater uma série de temas para melhorar seus laços.

(Por Jack Kim)