Rússia envia sistema avançado de defesa aérea à Síria, dizem fontes

sexta-feira, 11 de setembro de 2015 18:44 BRT
 

Por Dan Williams

(Reuters) - A Rússia está enviando um sistema de mísseis antiaéreos à Síria, disseram duas autoridades ocidentais e uma fonte russa, como parte do que o Ocidente acredita ser uma intensificação do apoio militar ao entrincheirado presidente sírio, Bashar al-Assad.

As autoridades ocidentais disseram que o sistema SA-22 seria operado por militares russos, no lugar de sírios. O sistema encontra-se a caminho da Síria, mas ainda não foi entregue.

"Esse sistema é uma versão avançada do usado pela Rússia e a intenção é que seja operado por russos na Síria", disse uma das fontes, um diplomata ocidental que é informado com frequência sobre análises de inteligência de EUA, Israel e outros países.

Duas autoridades norte-americanas confirmaram separadamente a informação. Uma delas disse que os EUA possuem indícios de que, embora todo o sistema ainda não tenha sido entregue, alguns componentes do SA-22 foram posicionados em um campo aéreo próximo a Latakia, um dos principais pontos de defesa de Assad.

A segunda autoridade norte-americana disse também que o sistema pode fazer parte de um esforço russo para incrementar as defesas daquele campo aéreo.

A fonte russa, que trabalha próxima à Marinha russa, disse que o envio não seria o primeiro feito por Moscou de um sistema SA-22, conhecido como Pantsir-S1 em russo, à Síria. Outra unidade teria sido enviada em 2013, afirmou a fonte.

(Reportagem adicional de Gabriela Baczynska, em Moscou; e de Phil Stewart, em Washington)