Índice europeu sobe por menores preocupações com crescimento; Volkswagen cai novamente

sexta-feira, 25 de setembro de 2015 15:10 BRT
 

Por Danilo Masoni

MILÃO (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em alta nesta sexta-feira, após testar as mínimas em 2015 na sessão anterior, diante de menores preocupações com a economia global e da desaceleração da queda do setor automotivo.

Mas o papel da Volkswagen, montadora no centro de um escândalo que subtraiu mais de 30 bilhões de euros do valor de mercado do setor, continuou a sofrer, à medida que detalhes emergem sobre como a maior companhia do setor automotivo europeu fraudou testes de emissão.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 2,78 por cento, a 1.374 pontos, mas ainda acumulou queda de cerca de quase 1,7 por cento nesta semana.

As bolsas europeias foram golpeadas nesta semana por preocupações com os riscos mais amplos da fraude, mas o humor virou após a chair do Federal Reserve, Janet Yellen, afirmar que o banco central norte-americano caminha para elevar os juros neste ano e depois que o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos foi revisado para cima.

Alguns investidores disseram estar otimistas sobre a perspectiva de longo prazo para as bolsas europeias, levando em conta os recentes sinais de melhora econômica e estímulos do Banco Central Europeu (BCE).

"Estamos posicionados para melhora no consumo doméstico na Europa, particulamente em países como Espanha e Itália, que já dão sinais consideráveis de melhora, e também na França, onde os preços estão baixos e há sinais iniciais de um reconhecimento atrasado da necessidade de reformas", disse o gestor Ali Miremadi, da Taube Hodson Stonex Partners.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 2,47 por cento, a 6.109 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 2,77 por cento, a 9.688 pontos.   Continuação...