Armas com destino ao Iêmen são capturadas em barco iraniano

quarta-feira, 30 de setembro de 2015 17:32 BRT
 

Por William Maclean

DUBAI (Reuters) - As forças de uma coalizão liderada pela Arábia Saudita disseram nesta quarta-feira terem apreendido um barco pesqueiro iraniano carregado de armas que iria entregar à facção houthi no Iêmen.

O anúncio ocorreu um dia depois de combatentes tribais apoiados pela coalizão assumirem o controle de uma represa estratégica no centro do Iêmen que estava em poder das forças houthis depois de semanas de combates no leste da capital Sanaa.

    A coalizão, que inclui Barein, Catar, Egito e Emirados Árabes Unidos, vem lutando com os houthis, que têm apoio do Irã, há mais de seis meses.

    O grupo da coalizão quer restaurar o governo do presidente iemenita, Abd-Rabbu Mansour Hadi, que foi expulso pelos houthis e está exilado em Riad, e conter o que os países do Golfo Pérsico veem como uma influência crescente de Teerã em seu quintal.

    Como parte da campanha, forças navais encabeçadas pelos sauditas impuseram um quase bloqueio para evitar a chegada de armas aos houthis, o que resulta em grandes atrasos e buscas obrigatórias nos cargueiros que circulam na região.

    Um comunicado da coalizão afirmou que 14 marinheiros iranianos foram detidos no barco, que levava 18 projéteis Concourse anti-blindagem, 54 projéteis anti-tanque, conjuntos de baterias para projéteis, sistemas de orientação de disparos, lançadores e baterias para binóculos.