13 de Novembro de 2015 / às 18:14 / 2 anos atrás

Ações europeias sofrem pior perda semanal desde início de setembro

LONDRES (Reuters) - As ações europeias fecharam o pregão desta sexta-feira em baixa, pressionadas por alguns resultados corporativos fracos, e sofreram a pior perda semanal em cerca de dois meses.

O FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,83 por cento, a 1.457 pontos. O índice caiu 2,7 por cento na semana, a pior queda semanal desde o início de setembro.

A Syngenta, no entanto, avançou 5,29 por cento, depois que reportagem da agência Bloomberg afirmou que a China National Chemical estava em negociação para comprar a maior empresa agroquímica do mundo, embora a oferta inicial de quase 42 bilhões de dólares tenha sido rejeitada.

Questionada sobre a notícia, uma porta-voz da ChemChina disse que a companhia não tinha nada a anunciar, enquanto que a Syngenta não quis comentar o assunto.

"As notícias sobre a Syngenta são um sinal de que a recuperação na Europa está em andamento", afirmou o gestor de fundos da italiana Consultinvest, Enrico Vaccari.

O cenário de resultados corporativos na Europa permaneceu misto, depois que dados da Thomson Reuters StarMine mostraram que metade das empresas que compõem o índice europeu STOXX 600 não atingiu as expectativas do mercado com seus resultados do terceiro trimestre até agora.

Traders afirmaram que a possibilidade de aumento da taxa de juros dos Estados Unidos em dezembro desencorajava investidores a comprar grandes posições no mercado no momento.

"Um estado de espírito cauteloso prevalece por enquanto", disse Harry Shann, da Logic Investments.

No entanto, Shann e outros disseram que a chance de novas medidas de estímulo monetário do Banco Central Europeu (BCE) em dezembro também garantiria recuperação rápida das ações europeias após qualquer desvalorização causada pelo aumento dos juros nos EUA.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,98 por cento, a 6.118 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,69 por cento, a 10.708 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,00 por cento, a 4.807 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,08 por cento, a 21.842 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,32 por cento, a 10.111 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,32 por cento, a 5.167 pontos.

Reportagem adicional de Danilo Masoni

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below