Blatter e Platini perdem apelações contra suspensões provisórias da Fifa

quarta-feira, 18 de novembro de 2015 11:18 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - O presidente suspenso da Fifa, Joseph Blatter, e o presidente da Uefa, Michel Platini, perderam suas apelações contra suspensões provisórias de 90 dias pelo comitê de ética da Fifa, informou a organização nesta quarta-feira.

Blatter e Platini, que era favorito para substituir o suíço na eleição presidencial de 26 de fevereiro, foram suspensos em outubro, envolvidos em um amplo escândalo de corrupção no momento em que o esporte enfrenta investigações criminais na Suíça e Estados Unidos.

A decisão afeta as esperanças do francês Platini de conseguir o cargo, já que o comitê eleitoral da Fifa informou que o registro não será processado enquanto a suspensão estiver em vigor.

Ele não possui permissão de iniciar campanha ou participar de atividades relacionadas ao futebol até que sua suspensão de 90 dias seja retirada.

A única esperança para Platini, que foi suspenso junto com Blatter em 8 de outubro no aguardo de uma investigação completa do comitê de ética sobre suas condutas, é levar o caso para o Tribunal Arbitral do Esporte.

Caso ganhe a apelação, o comitê eleitoral informou que irá revisar o caso, mas, mesmo assim, ainda não há garantias que ele irá concorrer à presidência.

Envolvida em uma série de escândalos de corrupção nos últimos anos, a Fifa entrou em colapso em maio com as acusações nos Estados Unidos de 14 dirigentes de futebol, incluindo dois vice-presidentes da Fifa e executivos de marketing esportivo. Entre os envolvidos estava o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, que concordou com a extradição para os Estados Unidos.

(Reportagem de Michael Shields)

 
Presidente suspenso da Fifa, Joseph Blatter (esquerda), e o presidente da Uefa, Michel Platini, durante encontro em Bruxelas.   05/06/2008    REUTERS/Thierry Roge